LCI e LCA - Letras de Crédito Imobiliário e Agrícola

As LCI e LCA são investimentos pertencentes a Renda Fixa que oferecem menos risco e têm um funcionamento semelhante ao CDB. As únicas instituições que fazem este investimento são bancos ou corretoras de valores, dessa forma é necessário que você busque uma instituição de sua confiança.

Se o CDB é um empréstimo para o banco, a LCI é um empréstimo para financiar o crédito imobiliário e a LCA para crédito agrícola.

O detalhe que mais chama atenção dos investidores em LCI e LCA é a isenção do Imposto de Renda. Essa diferença no final das contas não é tão relevante tendo em vista que os bancos e corretoras compensam esse fato. Por exemplo:

Existem CDB’s que rendem 150% ou  mais da taxa CDI (hoje em 2020), enquanto que a maioria das LCI e LCA ficam na faixa de 100% da taxa CDI.

Ou seja, já há uma compensação no rendimento para quem não irá pagar imposto, o rendimento é naturalmente menor (em taxas). Na prática a rentabilidade das aplicações são muito próximas.

Vale a pena?

 A  LCI e LCA são  ideais  para  quem  quer  investir  a  longo  prazo,  porque geralmente sua liquidez é baixa, ou seja, você não consegue sacar o investimento a qualquer momento. Então se você não tem a intenção de sacar logo o seu dinheiro, organize-se para deixa-lo parado por um tempo. A LCI e LCA costumam render mais que a poupança e oferece o mesmo nível de segurança para os investidores.

Quais são os riscos?

 As instituições e bancos menores trazem sempre títulos com rendimentos melhores, mas elas são mais inseguras e um risco maior. Certifique-se de estar investindo em um banco que tenha solidez. Porém de qualquer forma, para os investimentos de até R$ 250 mil há a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) que cobrirá totalmente seus investimentos.

Como aplicar neles na Prática?

Primeiramente você deve abrir conta em uma corretora, recomendo a Easynvest (ressalto que não ganho nada por isso, indico apenas pois é a que utilizo) para aplicações me renda fixa, pois não cobra manutenção de conta e nem custódia sobre as aplicações. Lá você deve procurar a aba de Investir – Renda Fixa – LCI e LCA:

Essas são exemplo de opções de Investimentos em Renda Fixa na prática.  A tabela é composta por:

Banco Emissor –  Importante verificar se é um banco saudável (quanto maior o rendimento, menos saudável ele o é)

Tipo – tipo de taxa atrelada ao investimento (podendo ser Prefixada também)

Vencimento –  quanto maior o vencimento, maior a rentabilidade

Liquidez –  quando você terá o dinheiro na mão após o prazo do investimento

Rentabilidade –  o que mais queremos…. quanto vamos ganhar

Valor Mínimo – geralmente os melhores rendimentos possuem um valor mínimo elevador, mas não é uma regra.

Por que a isenção do Imposto?

A necessidade de fomento ao mercado imobiliário, de certa forma, explica por que não incide imposto sobre a LCI e LCA. Esse diferencial em relação a outros produtos de renda fixa foi a maneira encontrada pelo governo para incentivar investidores a direcionarem seu dinheiro para esses títulos.

A isenção é um subsídio proposto pelo governo para suprir sua necessidade de aquecer o mercado imobiliário. Caso houvesse algum imposto sobre LCI e LCA, os bancos teriam que elevar a rentabilidade para despertar o interesse dos investidores.

Porém, os próprios bancos precisariam cobrar essa conta na outra ponta, ou seja, encareceriam o financiamento imobiliário. Esse movimento não interessa ao governo, porque acaba esfriando o direcionamento de recursos para negócios imobiliários.